17 de Novembro de 2018 - 10:22
08/11/2018 - 20h38 ESCOLA VAI FECHAR

Ivonete sugere municipalização do Redentorista, mas Romero avisa que PMCG não tem capacidade e descarta ideia: “Não é viável”

Por Blog do Ninja

Não é viável. Foi assim que o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, do PSDB, descartou, nesta quinta-feira (08), a possibilidade de municipalizar a Escola Técnica Redentorista, em Campina Grande. A instituição anunciou essa semana o encerramento das atividades na cidade após 43 anos de serviços prestados.

Por enquanto, a classe política só faz lamentar o fechamento da Escola, mas até agora ninguém se mobilizou efetivamente para evitar o fim da Escola na cidade.

De acordo com o prefeito, diante da perplexidade da notícia, é natural que surjam manifestações e mobilizações em meio à classe política, no sentido de propor que a Prefeitura de Campina Grande municipalize a tradicional escola técnica, como forma de resolver a situação.

Mas, o gestor observou que se fosse apenas por vontade política, esse problema estaria resolvido, já que ele pessoalmente sempre foi, há bastante tempo, um entusiasta e apoiador da ETER.

O prefeito lembrou que, na condição de deputado federal (2010-2012), apresentou um requerimento, acatado pelo Ministério da Educação, que incluía a Redentorista de Campina Grande como instituição credenciada junto ao Pronatec (Prograna Nacional de Ensino Técnico).

Dentro das limitações da Prefeitura, também apoiou a Escola, em sua gestão.

No tocante a uma possível municipalização da instituição, o prefeito campinense obserou que não se constitui em um processo muito simples, principalmente por depender, mais do que vontade política, de recursos financeiros consideráveis e permanentes para a manutenção da escola.

Romero Rodrigues lembra que, no limite do caixa municipal, sua gestão já viabilizou as municipalizações do Hospital Pedro I e da AACD, além dos serviços do Hospital Dr, Edgley.

Mantém ainda um arrojado programa de bolsas de estudos municipal com foco no ensino superior, o Probem.

Share

Henrique Lima

É graduado em Comunicação Social e Licenciatura em História pela UFPB e Bacharel em Direito pela Faculdade Maurício de Nassau. Amante dos bastidores da política, há sete anos atua como repórter do programa Correio Debate, na rede Correio Sat.

Contato