18 de Fevereiro de 2019 - 05:03
29/12/2018 - 11h41 NINJA NA REDE

“Terminar bem é melhor do que começar bem” diz Bruno Cunha Lima em último dia como deputado estadual

Por Blog do Ninja

O deputado estadual Bruno Cunha Lima fez um relato emocionado nas redes sociais nessa sexta-feira (28), após a última sessão da Assembleia Legislativa da Paraíba deste mandato. A partir de 2019 Bruno não retornará como parlamentar à Casa de Epitácio Pessoa, já que nas últimas eleições concorreu a uma vaga na Câmara Federal, ficando na 2ª suplência.

No post, Bruno relata o dia em que decidiu concorrer à Câmara e sobre o momento emblemático que foi, na última sessão do seu mandato, a ALPB ter aprovado o Estatuto da Pessoa com Câncer.

“Ontem, na última sessão ordinária, o plenário da Assembleia aprovou o Estatuto da Pessoa com Câncer que agora vai pra sanção do Executivo. Junto com o Estatuto, contamos outras vitórias na luta contra o câncer, pelos autistas, pelas pessoas com deficiência e muitas outras. Sou grato a Deus pela graça de chegar ao fim do mandato podendo mostrar os resultados positivos” resumiu.

Confira:

View this post on Instagram

“Melhor é o fim das coisas do que o princípio delas.” ‭‭(Ec‬ ‭7:8a‬) . Terminar bem é melhor do que começar bem. Hoje, finalmente, foi minha última sessão no mandato de deputado estadual. Lembro como ontem o dia em que compartilhei com alguns amigos a decisão de ser candidato a deputado federal e que apresentei o plano de ação para a campanha. Era noite, depois de falar um pouco, vi alguns olhos apreensivos. Apesar da pouca luz da zona rural, consegui enxergar no rosto de um deles a “certeza da dúvida” quanto a uma vitória. “Bruno, faltam só dois meses para as eleições e uma decisão como essa, a essa altura, pode custar uma derrota, sobretudo pelo estilo de política que você faz, sem comprar voto. Se for candidato a federal mesmo, vai ter que abrir uma exceção a esse jeito de fazer política e gastar um bocado pra ganhar”, ele disse. Depois de conversar um pouco, de apresentar os motivos que me levaram, junto com alguns aliados, a tomar essa decisão, lembro que disse uma coisa: “A vitória, pra mim, não é uma questão de vale-tudo. Faço política com honestidade porque acredito que é o único jeito possível de um cristão fazer política e qualquer outra coisa na vida”. Os princípios mais importantes podem e devem ser inflexíveis! Depois dessa conversa, ainda ouvi algumas “ponderações”, mas terminei o assunto dizendo: “Eu não vou deixar de ser quem eu sou por um mandato. Se der certo, ótimo, se não der, tenho a consciência tranquila por buscar fazer aquilo que Deus tem me proposto. Além do mais, por exemplo, se eu conseguir aprovar meu projeto que cria o ‘Estatuto da Pessoa com Câncer da Paraíba’ e o mandato terminar no outro dia, eu termino com a sensação de dever cumprido”. . Parece que tava adivinhando! Ontem, na última sessão ordinária, o plenário da Assembleia aprovou o Estatuto da Pessoa com Câncer que agora vai pra sanção do Executivo. Junto com o Estatuto, contamos outras vitórias na luta contra o câncer, pelos autistas, pelas pessoas com deficiência e muitas outras. Sou grato a Deus pela graça de chegar ao fim do mandato podendo mostrar os resultados positivos! Seguir a Deus nem sempre é óbvio, mas vale a pena. O fim das coisas é melhor que o início delas.

A post shared by Bruno Cunha Lima (@brunocunhalima) on

Share

Henrique Lima

É graduado em Comunicação Social e Licenciatura em História pela UFPB e Bacharel em Direito pela Faculdade Maurício de Nassau. Amante dos bastidores da política, há sete anos atua como repórter do programa Correio Debate, na rede Correio Sat.

Contato