• domingo, 21 de julho de 2024

‘Eu chorei muito quando vi o resultado, mas não estava sozinho, a minha família aqui na Casa também chorou comigo. É uma vitória de todos”. A frase é de Douglas do Nascimento, um jovem de 22 anos, assistido pelo Programa ‘Chega Junto’ da Prefeitura de João Pessoa. A felicidade é por conta da realização de um sonho – ingressar na universidade. Com a ajuda do governo municipal, ele foi acolhido, estudou e agora colhe os frutos para um futuro bem diferente de tudo o que já enfrentou. No Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), ele obtive a média de 554,9 e, por meio do sistema de cotas, vai poder escolher entre os cursos de engenharia ambiental ou biomedicina.

A nota foi conferida junto com a equipe do programa e ao acessar o site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), a emoção tomou conta de todos. “Eu não tive coragem de olhar o resultado sozinho. As pessoas que trabalham aqui na Casa Chega Junto, que eu chamo de minha família, me apoiaram também neste momento. Minha nota foi 554,9 e com os seguimentos das cotas, vou poder cursar engenharia ambiental ou biomedicina. Esse projeto me ajudou a realizar o meu maior sonho, o de entrar na universidade”, afirma emocionado o mais novo universitário.

O jovem é natural de Rio Tinto – cidade do Litoral Norte paraibano – e vem de uma família indígena de 9 irmãos. Infelizmente, teve contato muito novo com o álcool e outros ilícitos. Mas ele pediu ajuda e conseguiu ser encaminhado para a Casa do Programa Chega Junto, onde está morando há 4 meses.

“Eu cheguei com minha saúde física e mental muito abalada. Até tentei contra a minha própria vida. Venho de uma família humilde e sempre tivemos muitos problemas, como agressão e abandono, traumas que trato aqui na Casa, onde tudo mudou pra mim. Fui muito bem recebido, acolhido de verdade. Além de toda a estrutura, eu recebi o principal, amor. Eu passei a enxergar um leque de oportunidades. Concluí meus estudos do Ensino Médio [o único da família a conseguir], tive a estrutura para estudar e agora colho os frutos”, completou Douglas.

O Chega Junto é gerido pela Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania (Semusb). O serviço é realizado por meio de uma casa de acolhimento – a Casa Chega Junto, que, atualmente, tem estrutura para atender 30 usuários.

“O Chega Junto é um exemplo de acolhimento que vem dando certo. Este programa, voltado para recuperar pessoas em situação de vulnerabilidade social com problemas com drogas e álcool, é tratado com muita atenção pela Prefeitura. Quando a gente se depara com conquistas como a desse jovem, que com muita força de vontade e apoio de nossa equipe multidisciplinar consegue obter nota no Enem, que não é fácil, e ter a oportunidade de entrar numa universidade, aí a gente entende o quanto este Programa muda vidas de fato. Estamos muito orgulhosos com este jovem” disse João Almeida, secretário de Segurança Urbana e Cidadania.

O programa é do Governo Federal, desenvolvido em parceria com a Prefeitura de João Pessoa, mas estava desativado desde 2015. Só na atual gestão, a iniciativa foi reativada em 2022 e, atualmente, a Capital da Paraíba é a única no Brasil que está com o programa em funcionamento.

Programa – No Chega Junto, os beneficiados são tratados com amor, cuidado, atenção e disciplina, com respeito aos horários, tarefas e regras da Casa. Além de receberem atendimento semanal de saúde, eles também realizam cursos, capacitações e atividades físicas.

Segundo Teresa Cristina Urbano Martins, coordenadora da Casa Chega Junto, a chegada de Douglas foi difícil e necessitou de uma maior atenção da equipe. Mas ele se conectou ao ambiente e o principal: queria mudar de vida e tinha um sonho.

“O começo não foi fácil, na verdade nenhum acolhido tem começo fácil, mas hoje é diferente. Douglas é um menino muito amado, tem visão de mundo, pensa no futuro e tem muito respeito com todos. A aprovação dele no Enem é a comprovação que está no caminho certo. É um orgulho pra gente. Ele é muito inteligente e focado nos estudos, tenho certeza que vai além”, ressalta a coordenadora.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.