• domingo, 25 de fevereiro de 2024

A senadora Danielle Ribeiro repudiou nesta sexta-feira (08) as declarações do vereador Pedro Aureliano, de Piancó, que durante uma sessão na Câmara Municipal admitiu agredir mulheres e ameaçou também agredir um colega que o acusou de tal comportamento.

Em um comunicado firme, a senadora condena veementemente tais palavras, reafirmando o compromisso de combater a violência de gênero em todas as suas formas. Além disso, anuncia o lançamento do programa “Antes que aconteça”, uma iniciativa inédita que visa fortalecer a rede de combate à violência contra a mulher.

A senadora também presta solidariedade à jornalista Nena Martins, vítima de agressão pelo vereador em 1994, e manifesta apoio a todas as mulheres que possam ter sido alvo de atitudes covardes por parte do mesmo.

Confira na íntegra:

Nota de repúdio

Em tempos de união de forças para o combate à violência contra a mulher, que, infelizmente, tem números assustadores no nosso país (no ano passado, uma mulher foi morta a cada seis horas no Brasil), repudio total e integralmente as palavras proferidas pelo vereador de Piancó, Pedro Aureliano, durante sessão na Câmara Municipal da cidade, quando afirmou que, sim, bate em mulher. Em seguida ameaçou bater também no colega vereador que o acusou de ser agressor de mulheres.

A fala do vereador, que ganhou grande repercussão com vídeo nas redes sociais, deve ser combatida e rechaçada. Violência contra a mulher é crime, e deve ser punido com base na legislação penal e na Lei Maria da Penha. Não podemos, nem aceitaremos, a banalização de uma fala dessa, que causa indignação, revolta e, certamente, medo.

Uma fala machista e abominável do senhor vereador, que mesmo diante de uma tribuna, e sendo gravado, não se intimidou e admitiu bater em mulheres. Isso não é engraçado, nem pode ser minimizado. Muito menos ser justificado. Bater em mulher, repito, é crime previsto previsto em diversas normas penais.

Ao mesmo tempo que repudio esse episódio, presto minha irrestrita solidariedade à jornalista Nena Martins, secretária de Políticas Públicas para as mulheres de João Pessoa, que, na manhã de hoje, durante um programa de rádio, revelou ter sofrido agressão pelo senhor vereador, quando ela era radialista no ano de 1994, no Sertão.

À Nena e a todas as mulheres, que, porventura, tenham sido vítimas de falas e atitudes covardes de violência por este senhor, minha solidariedade, o meu apoio. A vocês, por vocês, por todas as mulheres deste país, reforço o meu compromisso de continuar lutando pelo fim da violência contra a mulher, em todas as suas formas.

Aproveito para informar que na próxima quarta-feira, 13, no Senado Federal, na Comissão Mista de Orçamento, da qual sou presidente, anunciarei o lançamento do programa Antes que aconteça, uma iniciativa inédita, pensada por mim, em parceria com outras mulheres, que prevê o fortalecimento da rede de combate à violência contra a mulher.

Reitero, não nos calaremos. Enquanto uma mulher sofrer violência, essa dor ecoará em todos nós – homens e mulheres, que lutamos pelo fim desse mal que assola a sociedade.

Combateremos com veemência toda fala, atitude e ações como a que, lamentavelmente, vimos ontem na nossa querida Paraíba.

Daniella Ribeiro – Senadora da República
Líder da Bancada Feminina no Senado Federal
Presidente da Comissão Mista de Orçamento

Paraíba, 08 de dezembro de 2023.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.