• quarta-feira, 19 de junho de 2024

A população de São Bento, localizada no Alto Sertão, enfrenta desafios contínuos devido à falta de uma gestão adequada na coleta e disposição de resíduos sólidos.

Para agravar a situação, os residentes têm sofrido com a queima de resíduos no lixão da cidade, gerando uma nuvem de fumaça acompanhada por um odor forte. O lixão, transferido das Colinas para o bairro de São Bentinho, está se tornando uma ameaça à saúde pública da cidade, especialmente para aqueles que vivem nas proximidades.

O descaso com as práticas sanitárias já foi reportado ao Ministério Público (MP) por vereadores na Câmara Municipal de São Bento. Até o momento, no entanto, nenhuma solução foi implementada pelo prefeito Jarques Lúcio. Apesar de sua formação médica, o prefeito não tem priorizado o descarte adequado de resíduos, ignorando os apelos da comunidade.

Os moradores também têm reclamado da presença de insetos transmissores de doenças e piora na saúde de quem tem problemas respiratórios.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.