• domingo, 19 de maio de 2024

O deputado estadual Galego Souza, em declarações feitas após participar de um café da manhã na FAEPA (Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba), ressaltou a grave situação enfrentada pelo agronegócio paraibano. O evento, que reuniu representantes do setor e autoridades, destacou os desafios enfrentados pelos produtores locais.

Durante o encontro, o deputado mencionou preocupações com as sanções impostas pelo Ministério da Agricultura, para com o governo estadual e a Secretaria de Agricultura da Paraíba. Ele apontou que cinco estados do Nordeste – Paraíba, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Ceará e Alagoas – estão sendo afetados por essas medidas, que os isolam do restante do país no que diz respeito ao agronegócio.

Galego Souza enfatizou que a Paraíba, a partir do dia 30 de abril, será impedida de enviar animais para outros estados da federação devido à falta de cumprimento das exigências federais. Ele expressou sua preocupação com o impacto negativo dessa situação na economia local, especialmente considerando o agronegócio como uma importante fonte de emprego e renda no estado.

O deputado ainda destacou a presença de diversos parlamentares, além do vice-governador Lucas Ribeiro, do presidente da FAEPA, Mário Borba, e do presidente do Senai, que contribuíram com discussões sobre o apoio necessário ao setor.

Galego Souza ressaltou a importância do agronegócio não apenas para a Paraíba, mas para todo o país, destacando que o segmento é vital na geração de empregos e na oferta de alimentos para a população. Ele concluiu enfatizando a necessidade urgente de resolver essa situação para atender às exigências do Ministério da Agricultura e garantir o funcionamento regular do setor agropecuário no estado.

“O agro é ainda uma das formas de gerar muito emprego e renda em nosso estado, é através do agro que se leva os alimentos para a mesa de todos os paraibanos. Precisa que essa situação seja resolvida para que possa atender às exigências do Ministério da Agricultura. Então, foi uma oportunidade de debater” frisou o parlamentar.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.